Introdução

O projeto da plataforma Blindscript (aplicativo + website) é fundamentado em pesquisas acadêmicas acerca da acessibilidade de informações para deficientes visuais. A oportunidade de tirar do papel as observações e sugestões dessas pesquisas surge em 2017 através do projeto Coding for Social Impact (CSI), em português, "Codificando (programando) para Impacto Social". O CSI, apoiado pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) em parceria com a Social Business School (IES) é uma oportunidade para inovadores sociais, em qualquer lugar do mundo, de co-criar uma solução de software mínima que atenda às necessidades concretas locais ou globais da sociedade. A co-criação ocorre através da parceira da pessoa que sugeriu a ideia com alunos de mestrado em Engenharia da Computação da FEUP usando metodologia ágil de desenvolvimento (SCRUM) num período de 8 semanas. Além de trazer experiência para os futuros mestres, essa iniciativa é altamente aderente a busca de soluções inovadoras fomentada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e que possui como base 17 objetivos de desenvolvimento sustentável. Dentre esses objetivos figura a redução das desigualdades, onde se encaixa o projeto Blindscript que promove a inclusão digital de deficientes visuais.

A Solução

O projeto Blindscript foi aprovado na seleção do Coding for Social Impact 2017 com uma proposta derivada das discussões sobre futuras pesquisas de artigos acadêmicos acerca de deficientes visuais e consumo de conteúdo. Na porposta que está devidamente esclarecida em nosso site, incentivamos as pessoas a usar nosso aplicativo móvel para gravar audiodescrições de suas fotos do Instagram (e futuramente outras mídias sociais) e deixar que nossa plataforma para navegadores desktop organize as imagens de forma acessível, de acordo com os padrões de acessibilidade chancelados pelo World Wide Web Consortium (W3C) e preparado para os leitores de telas usados pelos deficientes visuais. Desta forma as pessoas que decidirem usar nosso aplicativo e gravarem suas audiodescrições terão um URL do nosso sítio com seus mesmos nomes de usuário do Instagram, porém com suas fotos acompanhadas de suas audiodescrições.

Reconhecimento

No contexto do Coding for Social Impact, o Blindscript recebeu destaque entre os projetos mais relevantes em impacto social o que nos credenciou a apresentar nossa ideia no evento Talk a Bit 2018.

Artigos Acadêmicos

O artigo Audio Description on Instagram: Evaluating and Comparing Two Ways of Describing Images for Visually Impaired, em português, "Descrição de áudio no Instagram: Avaliando e comparando duas maneiras de descrever imagens para deficientes visuais" foi peça fundamental na concepção da ideia do projeto. Nesse artigo sugestões futuras de pesquisas destaca-se o parágrafo:

"Quanto à versão para desktop (WEB) do Instagram devem ser feitas modificações para oferecer novos recursos de descrição de áudio. Neste caso, o foco seria oferecer aos usuários formas de busca e identificação de imagens que possuem descrição de áudio. Além disso, seria interessante criar uma nova forma de interação em que o usuário com deficiência visual poderia enviar um pedido ao autor de uma imagem para que ele grave uma descrição de áudio, caso não tenha sido gravada. Além de ser uma forma de aumentar a volume de imagens descritas em áudio, esse recurso ainda estabelece uma nova forma de contato entre o deficientes visuais e outros usuários no Instagram."

Outras orientações seguidas no desenvolvimento da nossa plataforma são descritas no artigo Checklist de acessibilidade em ambientes informacionais na Web que como diz o nome do artigo fornece uma lista de verificação que tem por finalidade a sua utilização em processos de avaliação de busca de informação, onde podem ser evidenciadas as estruturas organizacionais de sites, a navegabilidade e a recuperação da informação, implicando na identificação das particularidades das interações do usuário com cegueira.

Última atualização desta página em: 29-10-2017

Compartilhar com: